INFLYGHT AÉREO * Editorial Brasileiro de Aviação * Informação do Transporte Aéreo

INFLYGHT AÉREO * Editorial Brasileiro de Aviação * Informação do Transporte Aéreo

CTs-N215NV-A320-LR

Anúncios

EADS AIRBUS: assume controle acionário do Programa CSeries Bombardier!

A EADS Airbus terá a participação majoritária no programa de jatos “CSeries” da empresa canadense Bombardier, formatando assim um dando um impulso para a fabricante canadense de aeronaves e trens em sua custosa disputa comercial com a companhia de aviões Boeing. O maior grupo aeroespacial da Europa terá uma fatia de 50% no programa sem custo inicial, em troca de apoiar uma aeronave que ganhou fãs por sua eficiência de combustível, mas poucas encomendas recentes devido a dúvidas sobre o futuro. Enquanto a Bombardier perderá o controle de um programa de aviação desenvolvido a um custo de US$ 6 bilhões de dólares, o acordo propicia melhor economia de escala para o programa CSeries. O acordo com a Airbus agora permite que os jatos CSeries sejam construídos na fábrica de montagem da Airbus no Estado do Alabama, contornando as tarifas nas importações dos EUA. “A montagem nos EUA pode resolver o problema (tarifário) porque se torna um produto totalmente doméstico” – afirmou o presidente-executivo da Bombardier, Alain Bellemare, na sede da Airbus em Toulouse. A Bombardier, que não garantiu uma nova ordem em 18 meses para o avião de 110 a 130 assentos, disse que a parceria deve dobrar o valor do programa CSeries.

Empresa chinesa apresenta o primeiro drone no mundo para o transporte de cargas!

FOREIGN201709221001000473775387403

Um drone chinês realizou o voo experimental para atuar no transporte de carga, realizado com sucesso. O aparelho – que configura nas mesmas características de um monomotor, mas denominado de drone por não ser tripulável e totalmente controlado por uma equipe com controles aéreos. O avião apresenta a leve multifunção, cuja modificação inspirou os institutos de pesquisa chineses, sendo o primeiro grande veículo aéreo de carga sem tripulação do mundo, podendo transportar até 1 tonelada de carga em seu compartimento.

Eis a décima quinta edição da LABACE 2017!

A LABACE 2017 celebrou a passagem dos seus 15 anos de apresentação, naquele que é o maior evento de aviação executiva da América Latina. Ao todo foram expostos 45 aeroneves de 130 grandes marcas mundiais da indústria de aviões, helicopteros e outros equipamentos, no antigo hangar da Vasp no Aeroporto de Congonhas, em SP. A fabricante brasileira EMBRAER apresentou cinco modelos dos seus 180 jatos executivos, com destaque as aeronaves: “Phenon 100”, “Phenon 300”, “Legacy 450”, “Legacy 500” e ainda o “Legacy 650E”.

O “650E” é o mais potente deles, com capacidade para 12 passageiros, cozinha a bordo e autonomia avionica de mais de 7 mil km, com valor de aquisição na casa de US$ 26 milhões (ou R$ 82,1 milhões). A TAM Aviação Executiva – que representa as empresas Cessna Aircraft, Beechcraft e Bell Helicopter, apresentou em seu stand os serviços de manutenção, gerenciamento e fretamento de aeronaves.

Além disso, exibiu algumas máquinas potentes, como o novo jato executivo “Cessna Citation Latitude” – líder de vendas na categoria midsize, o modelo é avaliado comercialmente em cerca de US$ 16,3 milhões, dado ao seu excelente conforto. Já a canadense Bombardier Aviation apresentou dois best sellers durante a LABACE 2017: como o “Challenger 350” – ícone da categoria médio-alcance que custa US$ 27 milhões.

Mostrou tambem a fabricante: o “Global 6000” – jato mais luxuoso do mundo, capaz de ligar SP a Lisboa, Madrid, Nice ou Londres, sem escalas (que custa US$ 62,3 milhões, ou cerca de R$ 196,8 milhões).

O jato “8X” de capacidade para até 19 passageiros, é um dos aviões expostos na galaria como um dos mais mais caros na LABACE 2017: US$ 57,5 milhões (cerca de R$ 181 milhões) fabricado pela Dassault Falcon. A Honda Jet tambem expôs o seu jato mundial. Ainda durante o evento foram expostos vários helicópteros como da Helibras e outras renomadas fabricantes mundiais. “Estamos mais otimistas em referencia a edição anterior, e nesses 15 anos mostramos os principais players da indústria mundial, registrando assim os primeiros sinais da retomada econômica brasileira. Já em relação ao atual cenário global da aviação, podemos afirmar e acreditar que este evento de 2017 será bastante positivo nos negócios” – destacou Flavio Pires, Diretor Geral da ABAG.

O executivo reafirmou ainda que o potencial do Brasil para a aviação executiva é muito grande, por isso a LABACE atrai o olhar de empresas do mundo inteiro. “Neste ano nos surpreendemos com o retorno de expositores que não estiveram no evento no ano passado e com muitas empresas que estarão aqui para participar pela primeira vez” – concluiu Pires. A LABACE é uma feira de negócios, que atrai um público interessado em adquirir aeronaves, helicópteros, produtos e serviços do segmento de aviação executiva. [Helio L Oliveira, de SP * Fotos: NOP-Fly/Inflyght Aéreo]