Boas Festas! Feliz 2016! [Happy Holidays – Happy 2016] INFLYGHT AÉREO

Boas Festas! Feliz 2016! [Happy Holidays – Happy 2016] – INFLYGHT AÉREO

card-2016-inflyght

Anúncios

C919: força chinesa no ar….

comac-c919-airplane

comac-c919-airplane_a

A China apresentou para o mundo o seu primeiro avião de passageiros à jato, que deverá concorrer com os modelos produzidos pela americana Boeing e pela europeia Airbus. Fabricado pela COMAC Commercial Aircraft Corporation of China, que significa Empresa de Aviões Comerciais da China, a fabricante evidenciou o modelo “C919” – jato que foi apresentado à imprensa e a uma platéia de cerca de 5 mil convidados em Xangai, cosmopolita cidade chinesa. A aeronave tem capacidade para 158 passageiros e pode concorrer com os modelos “A-319”, “A-320” e “A-321”, da Airbus, e ainda o jato “737-800”, da Boeing. Em comunicado oficial, a empresa chinesa informou que já tem 517 intenções de compra do moderno avião asiático. [Jean R Dierckx, de Bruxelas, Bélgica – Correspondente para a REVISTA INFLYGHT AÉREO * BRASIL * Images: COMAC/Press/China].

Mercado: números preocupantes para um segundo semestre!

DSCN1177

Segundo dados da ABEAR Associação Brasileira das Empresas Aéreas o segundo semestre de 2015 vem formatar um período que acompanha a acentuada crise econômica brasileira. Entre janeiro/outubro desde ano a queda  do movimento de passageiros alcançou o índice negativo de 5,6% [queda também de passageiros transportados que atingiu 197 mil], média de 19 mil passageiros/mês. A oferta de passagens também caiu: no período foi de 3,7%. Os turistas e passageiros brasileiros estão viajando menos. Em se tratando de negócios, as empresas estão investindo em recursos de teleconferências e até mesmo as redes sociais [como o reconhecido whatsapp], no que os executivos só viajam em casos necessários. No período, ainda segundo a ABEAR a queda no transporte de cargas por aviões registrou -14,9%. Em intenção de viagem os brasileiros tinham como agendamento para os próximos 6 meses [a contar do mês de referência: outubro] foi de 54,2% em 2014 e para o mesmo outubro/2015 a intenção era de apenas 49,6%. Para o ano de 2016 o cenário não é muito animador: as tarifas continuam caras [quando comparadas com outros países como EUA e Europa], no que o brasileiro e o turista nacional deve utilizar o sistema somente em última necessidade como viagem aérea. [Helio L Oliveira, editor MTb 69429SP, de SP * Foto: NOP-Fly]