EXCLUSIVO!!! Brasileira AZUL adquire portuguesa TAP

TAP Portugal A319 CS-TTG

TAP Portugal Airbus A319

EXCLUSIVO!!! A companhia aérea brasileira AZUL adquiriu a empresa aérea portuguesa TAP – que nos últimos anos acumulou uma grande e grave crise financeira. A tradicional Transportes Aereos de Portugal foi consolidada por mais de 350 milhões de euros, cujo empresário brasileiro David Neeleman (tambem fundador da JetBlue nos EUA e recentemente incorporou a Azul a paulista TRIP se fortalecendo na maior empresa aérea regional do País) e Humberto Pedrosa (empresário portugues do Grupo Barraqueiro) passam a controlar a aérea (seu “hub” continuará em Lisboa, Portugal).

azul_a330_200

Azul Linas Aéreas Airbus A330-200

Fundada em 1945, a TAP atualmente conta com 5 mil colaboradores e uma frota de 77 aeronaves, onde em 2014 transportou 11,4 milhões de passageiros nas rotas nacionais e internacionais (como África, Europa e Américas). [Jean R Dierckx, de Bruxelas, Bélgica – Especial para a REVISTA INFLYGHT AÉREO * BRASIL * Images: Inlfyght Aereo/NOP-Fly/TAP/Press]

Anúncios

Malas aéreas tem redução dimensional nos aviões internacionais!

airport-luggage-transport-2

SONY DSC

BA Press

Spirit Airlines passenger, Brian Svigel, stuffs his bag into a template to check to see if it classifies as a "free" carry-on or if he has to pay $40 before Spirit Airlines first outbound flight to Las Vegas at gate A31 at Denver International Airport Thursday morning. The bag did not fit and Svigel had to pay the fee. Andy Cross, The Denver Post  (Photo By Andy Cross/The Denver Post via Getty Images)

Spirit Airlines (Photo By Andy Cross/The Denver Post via Getty Images)

A IATA divulgou que nove companhias aéreas mundiais já estão adotando as malas de mão (que acompanham os passageiros para o interior da aeronave) cuja redução significou 20% a menos das bagagens anteriormente autorizadas. A partir de então, passageiros da aviação comercial só poderão levar consigo malas e pequenos volumes que não ultrapassem 55 cm x 35 cm x 20 cm. Para alguns passageiros trata-se de um propósito inadequado, porem a IATA ressalta que devido ao grande volume de pessoas que estão voando por todos os continentes, a restricão visa acelerar e promover ganhos no embarque e desembarque das aeronaves nos aeroportos, permitindo assim evitar grandes transtornos e atrasos dos aviões das companhias aéreas nos principais aeroportos do mundo [Jean R Dierckx, de Bruxelas, Bélgica – Correspondente para a REVISTA INFLYGHT AÉREO * BRASIL * Images: Press/Communication]